MENU

Guarani goleado pelo Cruzeiro

Condomnio Avcola financiado pela Sicredi

Rio Grande do Sul Crédito: Governo do Rio Grande do Sul

RS o primeiro estado a ter novo modelo de Carteira de Identidade

A estimativa do IGP entregar cerca de 60.000 unidades a partir desta sexta-feira

  • RS  o primeiro estado a ter novo modelo de Carteira de Identidade
    Foto: Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Um documento que chega para facilitar a vida do cidadão e diminuir a burocracia no poder público. A nova Carteira de Identidade foi oficialmente lançada nesta quinta-feira (28) pelo governador Eduardo Leite e pelo vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, na sede do Departamento de Identificação do Instituto-Geral de Perícias (IGP), em Porto Alegre. Para marcar o início da emissão, o governador e o vice tiraram fotografia e, no fim da solenidade, receberam os documentos.

A mudança segue decreto federal de 2018. Além do número do RG, a pessoa, se quiser, pode incluir outros documentos e informações importantes, como CPF, PIS/Pasep, número da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Carteira Nacional de Habilitação (CNH), Certificado Militar, Título de Eleitor, documento de identidade profissional, tipo sanguíneo, fator Rh, nome social e condições específicas de saúde que podem ajudar em casos de emergência.

A diretora-geral do IGP, Heloísa Helena Kuser, explicou a importância de ter um documento com mais dados pessoais: “O documento obrigatório é a certidão de nascimento, com o nome do cidadão e a filiação, além da impressão digital. Os demais são opcionais. Mas é bom prestar atenção que alguns são importantes para a própria pessoa. Por exemplo, se é alérgica a algum medicamento, se tem alguma doença grave. Ter essas informações pode salvar uma vida. Nós estamos falando de um documento que, como qualquer outro, precisa ser bem cuidado.”

O Rio Grande do Sul é o único estado que cumpriu o decreto dentro do prazo inicialmente estipulado. Recentemente, o presidente Jair Bolsonaro estendeu o prazo para 2020. O governador ressaltou a importância da nova CI. “Acho extremamente válido um documento padronizado, com mais informações para o cidadão e os órgãos públicos. E acho importante destacar como o Rio Grande se destaca por ser o único a cumprir o prazo. Nossos servidores estão de parabéns pelo trabalho que garante um documento que atende a padrões rigorosos de certificação e autenticidade.”

Nova CI

Os valores das taxas não mudaram por causa do novo modelo. A 2ª via normal custa R$ 68,43, enquanto a 2ª via na modalidade Carteira de Identidade Expressa é de R$ 88,95. O vice-governador Ranolfo fez questão de lembrar em seu discurso que tanto o governador como ele pagaram a taxa. A CI modernizada tem um novo layout, horizontal e redimensionado, um dos formatos de identificação oficial mais modernos no mundo.

Modelo antigo segue valendo

A estimativa do IGP é entregar cerca de 60.000 unidades a partir desta sexta-feira (1º). É importante lembrar que a nova carteira não invalida as do modelo antigo. Elas seguem valendo, desde que estejam em bom estado de conservação e que a foto permita reconhecer a pessoa. Estes critérios, aliás, também deverão ser respeitados com a nova CI.

Tags: