MENU

Gestores participam da Assembleia da Famurs

68 empresas participaro da promoo da Caciva

Regio Crédito: Camila Sehn / RVA

Prefeitura de Rio Pardo prope rea para transferir presdio

Objetivo retirar as instalaes do Centro por estarem sem as condies ideais para abrigar detentos

  • Prefeitura de Rio Pardo prope rea para transferir presdio
    Foto: Divulgação

Com o objetivo de descentralizar o Presídio Estadual de Rio Pardo, o prefeito Rafael Reis Barros ofereceu um imóvel de propriedade do município para a transferência. A nova área tem cerca de meio hectare, com pavilhão de 1.650 metros quadrados, localizada no bairro Ramiz Galvão. Em audiência com o titular da Superintendência dos Serviços Penitenciários no Estado (Susepe), Mario Santa Maria Júnior, o prefeito registrou a preocupação sobre a atual localização da cadeia, com edificação em péssimas condições. Barros destacou que o local não oferece regular capacidade de retenção dos detentos.

O presídio de Rio Pardo é o mais antigo no Estado, instalado nos fundos do prédio que abrigou a primeira Câmara do município, em 1811, e sem condições ideais para abrigar os apenados da cidade e de Pantano Grande. Inicialmente, funcionou como cadeia pública e atualmente está entre outras construções, sem possibilidade de ampliação. O prefeito relata que a situação das instalações coloca em risco iminente a população, pois as fugas de detentos são recorrentes.

Em decorrência da alternativa proposta pelo prefeito, o delegado regional da Susepe, Andreo Camargo, visitou o município esta semana, acompanhado da delegada adjunta, Samantha Longo, e de equipe de engenharia do Estado. Eles fizeram vistoria e levantamentos preliminares no imóvel indicado, com a finalidade de promover os estudos necessários. A área foi adquirida há alguns anos pela prefeitura. Recentemente, uma empresa de beneficiamento de tabaco funcionou no local. 

A ideia de retirada do presídio do centro da cidade recebeu o apoio formal da subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Rio Pardo, e da juíza da Vara de Execução Criminal Regional, Inês Morsch, e manifestação verbal por parte do Judiciário e do Ministério Público da Comarca de Rio Pardo.
A equipe de engenharia do Estado realizará minucioso estudo sobre as intervenções necessárias como forma de propiciar total segurança ao prédio oferecido, a fim de evitar a fuga de detentos. O prefeito aguarda para os próximos dias a manifestação oficial do governo para que possa dar o prosseguimento às formalidades legais de consolidação da transferência do imóvel ao domínio do Estado.

Tags: